O tão conhecido fast-fashion - parece estar gradualmente a perder o seu encanto.

janeiro 18, 2022

O tão conhecido fast-fashion - parece estar gradualmente a perder o seu encanto.

"A vida real está cada vez mais interligada com o mundo digital e todos, desde a fábrica ao retalhista, devem adotar as tecnologias mais recentes para expandir os limites de fabrico, produção e marketing. Da inteligência artificial ao boom do comércio pelo telemóvel, impressão 3D e desfiles digitais, a indústria está a mudar. E nunca mais vamos olhar para trás. A pandemia potenciou e acelerou o processo. Com as fronteiras fechadas, viagens canceladas e feiras adiadas houve necessidade de inovar e transformar na apresentação do produto aos designers e às marcas da indústria de confeção e vestuário.

 

Segundo a revista Forbes, podemos esperar quatro principais mudanças no futuro da Moda, todas claramente apoiadas em tecnologia. A primeira é a importância e utilização de dados: antigamente, os consumidores usavam tudo o que os designers criavam. Esses dias estão a chegar ao fim. As marcas agora usam dados para entender as preferências dos clientes, monitorizar o seu comportamento de compra e criar produtos que atendam às suas necessidades. O futuro da Moda será orientado por dados: aproveitando os dados sobre as tendências do consumidor, as marcas podem criar as peças que estes terão mais probabilidade de comprar. Os benefícios do uso de dados na indústria são muitos e bons: desde só produzir peças que os consumidores vão realmente usar até à redução do desperdício e a conexão entre os consumidores certos e as peças de que irão gostar. Os dados também ajudam as marcas a funcionar com mais eficiência, dando-lhes espaço para inovar e equilibrar oferta e a procura.

A segunda mudança prende-se com a sustentabilidade. A Moda lenta é cada vez mais apreciada e a prova disso é que 88% dos consumidores querem que as marcas os ajudem a ser mais amigos do ambiente. Tecidos e métodos tecnologicamente inovadores estão a tornar-se cada vez comuns. A terceira mudança passa evidentemente pelo digital. Com mais compradores a aproveitar as maravilhas do online, as marcas precisam de os acompanhar. Conveniência e velocidade são privilegiadas por todos, mesmo que isso signifique não poder experimentar algo pessoalmente. As marcas de Moda mais bem-sucedidas do futuro não só vão disponibilizar os seus produtos online, como também vão criar uma experiência de compra digital imersiva através de ferramentas como o virtual fit ou stylists virtuais. A última mudança evidenciada pela Forbes é a simplificação de tudo, desde as tendências à entrega das mesmas.

 

A tecnologia está a moldar o futuro da indústria da Moda

by Mathilde Misciagna"

 

 


Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem apresentados.


Visualizar o artigo completo

A cor do Verão!
A cor do Verão!

maio 18, 2022

Apetece saltar do carro e caminhar pelo meio de toda aquela cor, mas tenho pena de calcar tantas e tão bonitas florinhas que atrevidamente nos provocam pela sua cor contagiante!
Visualizar o artigo completo
É urgente tratar o Mundo!
É urgente tratar o Mundo!

maio 11, 2022

Visualizar o artigo completo
Aqui estou, hoje, de laranja!
Aqui estou, hoje, de laranja!

maio 04, 2022

Aqui estou, numa esplanada vagueando o olhar pela paisagem e por quem nela se atravessa. 
Visualizar o artigo completo