Estas amigas criaram um site que vende carteiras de luxo com 80% de desconto

septiembre 23, 2020

Estas amigas criaram um site que vende carteiras de luxo com 80% de desconto

"Camila e Daniela são as responsáveis pela Retry, um espaço seguro onde pode vender e comprar peças vintage em bom estado.

Imagine sonhar uma vida inteira com uma carteira da Miu Miu de 1600€ e de repente descobrir que a pode encontrar num site português por 295€ — um desconto de mais de 80 por cento. É isso que a Retry, a nova plataforma de roupa e acessórios em segunda mão, passou a tornar possível.

Louis Vuitton, Prada e Gucci são outras das marca de luxo que vai encontrar por lá, mas o site lançado a 8 de maio deste ano também vende, por exemplo, sandálias da Cubanas. jeans da Zara, vestidos da Celine e gravatas da Giorgio Armani.

Camila Moutinho, de 29 anos, e Daniela Oliveira, de 30, explicam à NiT que lançaram a Retry por sentirem que faltavam plataformas no mercado que lhes transmitisse segurança, onde pudessem vender artigos em segunda mão sem precisarem de perder muito tempo num mercado. “A preocupação crescente com o consumo desenfreado de hoje em dia e a poluição associada à indústria têxtil” foram dois fatores de peso para tomarem a decisão.

Assim, em janeiro deste ano começaram a desenvolver esta solução, que ficou pronta cerca de quatro meses mais tarde. A plataforma vai buscar a casa dos clientes as suas peças esquecidas no armário, higieniza-as, fotografa-as e publica-as na loja online prontas para serem compradas, assegurando ao longo do processo a qualidade da peça com uma classificação que vai de “A+” (novo) e “C” (usado com marcas).

Além disso, a empresa tem uma parceria mensal com lojas e marcas de roupa portuguesas que vendem por lá as suas coleções antigas. Este mês, vai encontrar produtos mais baratos da Perodi, por exemplo.

Camila e Daniela conheceram-se quando estavam a estudar na Faculdade de Direito, da Universidade do Porto. Daniela, que não quis entrar na Ordem dos Advogados, é jurista e Camila acabou por mudar de curso para se formar em Artes Digitais e Multimédia, na ESAD. 

Neste momento, a Retry tem cerca de 600 artigos à venda, com preços que vão dos 4€ aos 1400€ (no caso de uma carteira nova da Yves Saint Laurent). Em três meses, a plataforma vendeu cerca de 200 peças.

“Os clientes entram em contacto connosco através do site, Instagram, Facebook ou email. Em seguida, são-nos enviadas fotografias das peças que pretendem pôr à venda, pois fazemos uma pré-seleção da recolha”. Depois de avaliarem as imagens, enviam uma ficha com um intervalo de preços correspondente a cada peça. Se os clientes a aceitarem, é então feita a recolha.

Além das secções de homem, mulher e acessórios, pretendem vender roupa de criança, que estão agora a recolher para preparar a nova secção. 

Em vendas até aos 150€, a plataforma cobra ao cliente uma comissão de 50 por cento; dos 150€ aos 800€, a comissão é de 40 por cento; e em vendas superiores a 800€, a Retry cobra 35 por cento. “Todas estas comissões foram muito bem pensadas e analisadas para ser um processo justo tanto para o cliente como para a plataforma, devido aos elevados gastos mensais inerentes a este criterioso processo e os gastos associados a um negócio de e-commerce”, revelam.

Se os artigos enviados ficarem três meses na plataforma e não forem vendidos, as responsáveis entram em contacto com os clientes para saberem se concordam com uma redução de preço ou se preferem que as peças lhes sejam devolvidas. 

“Temos vários artigos à venda que consideramos interessantes, como as peças da marca Menina e Moça, que já não fabrica atualmente mas tem materiais de qualidade superior, confecionados à mão”, destacam. Mas também já venderam uma carteira vintage da Prada de que gostavam muito e Daniela confessa ter um carinho especial por uma Gucci que colocaram à venda há pouco tempo.

A reação ao seu trabalho, dizem, tem sido “fabulosa”. “Recebemos sempre feedback positivo e a reforçar o projeto. As pessoas estão cada vez mais sensibilizadas para este tipo de iniciativas e querem participar. E isso traz-nos ainda mais motivação para crescermos e melhorarmos”.

https://www.nit.pt/compras/moda/estas-amigas-criaram-um-site-que-vende-carteiras-de-luxo-com-80-de-desconto
28/08/2020 às 12:30